[RP] Let yourself rest

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Seg Jun 26, 2017 6:49 pm
RP Fechada


— Participantes: Bex R. Furtwängler e Joseph Greer Campbell

— Local: Doces Sonhos - Sorveteria & Café.

— Clima: Ameno

— Hora: 15:00

Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Seg Jun 26, 2017 9:17 pm

My head may have ...

Já eram 14:30 quando Bex estava finalizando suas coisas para ir finalmente ao encontro de Joseph ou pelo menos era o que a loira esperava, afinal foi difícil conseguir o contato do rapaz para que pudesse finalmente marcar esse encontro para fazer o convite que tanto queria ao rapaz e quem sabe ajudar seu redator do responsável pelo Esquadrão Trouxa, afinal o rapaz era um exemplo para todos os bruxos, já havia puxado o básico da ficha dele, ou pelo menos até onde tinha o acesso permitido, afinal seria muito feio chegar despreparada para fazer seu convite.

Joseph era o tipo de bruxo sangue puro que nunca havia se mentido em enrascadas, não esbanjava dinheiro, tinha um empreendimento trouxa de sucesso e conseguia viver em harmonia com eles, era um rapaz no mínimo intrigante e Bex queria vê-lo com seus próprios olhos, assim usou do convite uma desculpa para poder se encontrar pessoalmente com o rapaz.

Com isso em mente Bex aparatou de sua sala chegando 20 minutos antes do combinado e adentrando ao estabelecimento, assim se sentou em uma das mesas, ajeitando o vestido preto colado e cruzando as pernas em seguida chamou o atendente do estabelecimento se aproveitando de ter chegado antes para pedir uma bola do sorvete de fogos de artifício que rapidamente chegava, deixando com que a loira se deliciasse com o doce a espera do rapaz enquanto ficava a imaginar se ele era pessoalmente como nas fotos que havia visto e se o reconheceria fácil.

... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Ter Jun 27, 2017 11:20 am
a verdadeira situação

um bruxo normal

J
oseph não acreditava como tinha sido induzido a fazer o que estava prestes a fazer. Talvez andava preocupado demais com a sua real condição, que era melhor colocar uma máscara e encarar o mundo bruxo de outra forma. Era tudo um motivo para ninguém suspeitar do verdadeiro. Tinha que o fazer, como se fosse mais uma de suas missões secretas em pró do bem maior. Naquele momento o bem maior era a sua identidade.

Arrumou-se como sempre de costume, os ternos finos e bem alinhados como um empresário do ramo. Desta vez, não ia preparado para uma batalha. Talvez aquela batalha seria mais de palavras, um jogo da mente. Antes da cavalaria real chegar. Estaria sendo julgado, estaria sendo observado de perto e de longe. Analisado. Entraria em uma floresta pela qual não tinha o conhecimento. Mas tinha a experiência ao seu lado. A cautela.

Aparatou do lado de fora das dependências dos Campbells, como sempre tinha o costume. Não gostava de ninguém seguindo os seus rastros, e sabia que muitos bruxos poderiam ter a curiosidade de invadir a sua mansão. Então, toda precaução era bem-vinda. Iria se encontrar com uma repórter. Era um emprego bem digno, tirando a parte de ter que viver da vida dos outros, dos acontecimentos dos outros. Eles contavam a história como era boa para ser vendida e não como realmente acontecia. Eram os sábios das verdades naquela geração, mesmo que todo sábio tem a sua verdadeira história escondida e preferia falar das alheias. Joseph preferia ele mesmo viver a história, do que conta-la.

Chegou no horário marcado ao Beco Diagonal. Ajeitou a gravata pela última vez antes de se dirigir até o Doce Sonhos. Era uma forma de tentar amenizar a apreensão e ansiedade para essa nova tarefa. Ele era dos ataques, gostava de ficar nas sombras, mas também sentia-se no momento de aparecer. De diminuir as dúvidas sobre o que fazia o patriarca da família. Creio que devo gastar mais galeões, para não chamar atenção... Sugeriu a si mesmo entrando no recinto combinado.

Passou os olhos apressadamente pelo local. Tinha uma boa memória visual, conseguiu decorar o rosto e a expressão de todos ali presentes. E notou a pessoa que o aguardava sentada em uma das mesas distraídas com algumas anotações, e um sorvete infantil. Vamos ao que interessa... Apertou as mãos e rumou para perto dela.

- Boa tarde, senhorita Furtwängler. – a cumprimentou com um sorriso cordial, esperando a mesma lhe estender a mão e, mais cordialmente beijar as costas dela. As Furtwängler me perseguem nesta vida... Pensou divertido. – Desculpe a minha demora... Não estou muito atrasado? – se desculpou. Nunca outrora o comensal pediria desculpas pelo seu atraso, mas naquele momento ele tinha que ser o rapaz educado que um dia fora. Ele sabia perfeitamente interpretar aquele papel, e não podia deixar vestígios.

Assim que a garçonete aproximou-se deles, ele pediu um expresso. – Permita-me? – perguntou indicando o lugar vago a frente dela, para que pudesse ocupa-lo. – Acho que sou um dos poucos sortudos que terei a honra de ser entrevistado, mesmo que por pouco tempo, pela Bex Furtwängler! – a elogiou. E isso era uma frase verdadeira dele e não de seu personagem da alta sociedade bruxa. .
Mensagens : 30

Data de inscrição : 09/06/2017

Ver perfil do usuário
avatar
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Ter Jun 27, 2017 6:09 pm

My head may have ...

Se deliciando com o sorvete a loira observava a porta toda a vez que o sininho tocava avisando a entrada de novas pessoas, rabiscava em um papel o que deveria fazer, afinal apesar de estar em um cargo tão alto os boatos eram verdade, Bex não havia chegado lá por mérito próprio, tivera algumas ajudinhas e por isso não se sentia tão bem preparada para estar frente a frente com alguém da magnitude do rapaz. Sua preocupação aumentava cada vez mais, fazendo-a se distrair olhando para as anotações e não vendo o rapaz se aproximar enquanto dava a ultima colherada em seu sorvete, tinha sua atenção roubada pela voz grave do rapaz que a fazia sorrir com o canto do lábio e voltar seu olhar para ele de forma discreta o olhando de baixo a cima enquanto passava o guardanapo no canto do lábios.

- Boa tarde Sr.Campbell!

Disse descruzando a perna para levantar e cumprimentá-lo com um beijo no rosto quando o viu estender a mão em sua direção, assim o olhou aos olhos e estendeu a mão para o rapaz sentindo o toque dos lábios dele em sua pele, a única coisa que pode pensar no momento foi "Bex... se concentra... você não veio aqui para isso".

- Não que isso, eu acabei vindo mais cedo para tomar um desses sorvetes, não queria que ele atrapalhasse nossa conversa

Disse apontando para a tacinha vazia, de forma animada, ao rapaz enquanto prestava atenção em suas ações, um rapaz de presença que ficava muito bem com aquele terno, completamente educado, atencioso e bonito, seu faro dizia que ele deveria ter algo errado porque não era possível um bruxo viver só de elogios mas não tinha a menor ideia do que poderia ser.
Vendo a garçonete pediu a ela uma água - Por favor! Respondeu o vendo sentar, assim se ajeitou a mesa ficando de frente para ele e cruzando novamente as pernas. Suas bochechas ficavam rosadas com o elogio afinal não achava que tinha tanta fama assim por ai, quer dizer não esse tipo de fama.

- Eu que agradeço pela oportunidade de poder estar frente a frente com o Sr., tenho que admitir que fiquei entusiasmada ao saber que havia aceitado meu convite, afinal não é sempre que conseguimos um momento de alguém tão importante como o Sr. e digo importante não só no mundo trouxa como no mundo Bruxo.

Afinal por mais que não tivesse acesso a algum outro empreendimento do rapaz no mundo bruxo não podia negar que sua família era uma família importante, juntava as folhas que estavam sobre a mesa e pegava sua pena, parecendo um pouco nervosa por mais que tentasse demonstrar calma.

- Bom não quero tomar muito de seu tempo, afinal o senhor deve ter muitos afazeres e compromissos, e eu realmente não gostaria de atrapalha-lo. Podemos começar assim que desejar.

Disse olhando aos olhos do bruxo enquanto ajeitava o decote do vestido em um ato sem pensar e encostava a ponta da pena seca na língua para depois coloca-la na tinta. Voltando a olhar suas anotações procurando onde havia deixado as poucas perguntas que havia preparado para o momento.


... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Qua Jun 28, 2017 11:02 am
a verdadeira situação

um bruxo normal

A
mulher chamava muita atenção de quem estava no recinto. Primeiro pela sua beleza, sim, era muito linda. E segundo pela forma como conseguia lidar com a beleza dela, gostava de chamar atenção. E os dois atraiam alguns olhares curiosos. Joseph se ajeitou na cadeira assim que seu expresso chegou, tomou o mesmo sem açúcar, acreditava que o doce estragava o verdadeiro sabor do café. Sentiu o calor em seu paladar e depois o gosto do café. Estava muito bem passado. Depois da cordialidade entre os dois, e os elogios trocados, ambos estavam preparados para o próximo passo. A entrevista, ou qualquer outra coisa que aconteceria ali naquele local.

- Não toma o meu tempo, reservei a tarde toda para nós. – comentou sorrindo e bebendo mais um gole do café, o terminando. Pegou um guardanapo que estava na mesa e limpou os lábios, para não ficar vestígios nenhum do café. Aquele café bruxo, diferente dos feitos pelos trouxas não deixava o hálito com cheiro de café, o cheiro era de menta, como se estivesse acabado de escovar os dentes. Mesmo que o gosto do café permanece na boca. – O bom de ser dono da empresa é que pode fazer seu próprio horário... Então só apareço mesmo quando se tem reuniões, ou alguma decisão importante para se fazer. – respondeu mesmo sem ela ter começado a entrevista. Ambos eram os líderes de empresas renomadas, ela no mundo bruxo, ele no mundo trouxa.

Joseph era mais rico como trouxa do que como bruxo, essa era a verdade, mas para ele o dinheiro trouxa não tinha muito valor. O valor real que ele gostava era o poder, a tortura e a dor dos outros. – Estou pronto para tirar alguma de suas dúvidas... E pode me chamar de Joseph, acho que senhor faz me parecer mais velho do que já sou... – brincou e cruzou as mãos embaixo da mesa, apoiando um dos pés no pé da mesa, como se eles estivesse sendo interrogado.

Em sua cabeça passava algumas perguntas que ela poderia fazer sobre a sua vida fora do mundo bruxo, e ele tentava mentalizar algumas respostas que não lhe prejudicassem, ou denunciassem a sua posição na realidade. Encarou os olhos dela por alguns segundos, percebeu a moça arrumar algo em si, mas não desceu os olhos para não ser indelicado, mesmo sabendo o que era. Estava preparado para a entrevista. – Então, o que Bex Furtwängler quer saber sobre esse bruxo comum? – mostrou um sorriso no canto dos lábios.
Mensagens : 30

Data de inscrição : 09/06/2017

Ver perfil do usuário
avatar
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Qui Jun 29, 2017 2:29 pm

My head may have ...

Bex pegou o copo de água e deu um gole assim que ele chegou e terminou de ajeitar as coisas para começar a falar com o rapaz, porem a frase que ouvira sair dos lábios dele a fez sem completamente não profissional e desenhar um sorriso no canto de seus lábios, afinal poderia passar a tarde todinha com ele se soubesse guiar tudo da forma correta.

- Mas creio que tenha outros afazeres como Hobbies por exemplo, eu poderia estar atrapalhando algum compromisso seu, mas realmente agradeço por ter reservado seu tempo para conversar um pouco comigo.

Assim observou algumas anotações e sorriu para o rapaz ao ver que poderia começar, daquela frase tinha a vontade de dizer "Os homens mais velhos são os mais interessantes" mas desta vez se conteve, assim prosseguiu

- Claro Joseph! Bom já que eu toquei no assunto sobre Hobbies, vamos começar pelo lado pessoal se não se importar, caso não queria responder algo apenas me diga que eu não tornarei a perguntar. Como é seu dia a dia? quais são seus hobbies? Comida favorita? Um sonho? Relacionamento Amoroso?

Assim voltou seu olhar para o rapaz, colocando o papel sobre a mesa para ele poder ver o que ela anotava, afinal não queria que ele se sentisse desconfortável a sua presença, muito pelo contrario. Parte destas perguntas, provavelmente a maioria delas não iria para o jornal, eram mais curiosidades que a garota jogava para tentar conhecer melhor aquele homem ali a sua frente.

... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Qui Jun 29, 2017 4:30 pm
a verdadeira situação

um bruxo normal

A
rrumou-se um pouco na cadeira depois que a mulher avisou que começaria as perguntas pelo lado pessoal. Joseph, apenas confirmou com a cabeça e seu sorriso voltou a aparecer nos lábios, sem mostrar os dentes. Arqueou uma das sobrancelhas procurando uma resposta boa para lhe dar. Estava nítido que aquelas perguntas não estavam destinadas a entrevista verdadeira, era mais algum questionário que os jornalistas tinham sobre as pessoas para poder em alguma página de fofoca publicar.

- Sou casado, pai de família. E meu único relacionamento amoroso foi mesmo a minha esposa, nos conhecemos desde a época em que estudamos em Hogwarts... Mesma casa... E então assim aconteceu, creio eu... – riu. – Não acho que ela tenha usado alguma poção de amortentia em mim... Até porque eu sou bem feio, e na época era ainda pior com cabelo. – riu mais um pouco, uma gargalhada espontânea, gostava de lembrar de quando ainda tinha cabelo, mas naquela versão velha do Joseph ele era mais sombrio, mais ameaçador, e se sentia bem do jeito que estava. – Bem agora sobre hobbies... – fez uma breve pausa pensando em algo que não fosse tortura. – Quando era mais novo era adepto do Quadribol, jogava... E até acreditava que iria ser jogador de profissional. – novamente recorreu a uma lembrança da sua época de escola, mesmo já sabendo que nunca pensou em jogar o desporto mesmo a sério, seu pai nunca aceitaria, e ele muito menos. – Mas hoje já mais velho, com rugas, penso apenas e uma partida de xadrez bruxo, não sou muito bom, com minha taça de vinho, na minha sala com lareira, aproveitando o silêncio... – cerrou um pouco os lábios e encarou a senhorita Furtwängler a sua frente. – Acho que me entende...

Desviou um pouco o olhar dele para a garçonete, e levantou uma das mãos. Pediu uma água. Esperou pouquíssimo tempo até ser atendido com a água na mesa, acompanhando a entrevistadora curiosa. Neste tempo aproveitou para olhar um pouco mais para ela, analisar a forma de olhar, como tentava descobrir os seus segredos, e como mexia apressadamente curiosa com a ponta dos dedos na borda do papel com suas anotações. Bebeu um gole da água sem tirar os olhos dela. Será que ela ficou interessada na poção? Se perguntou antes de pousar o copo com água e retomar a pequena entrevista particular.

- Gosto muito da culinária italiana. Uma coisa que me pergunto era se algum bruxo italiano ensinou eles a preparem as massas, na minha opinião é uma obra prima. – ele gostava da comida italiana era verdade, mas não achava assim tão magnifica a ponto de elogiar um bruxo qualquer sobre um feito antigo. – O que mais a dama quer saber sobre mim? – sorriu e se arrumou na cadeira – Ou será que eu terei que perguntar para saber algo também sobre a senhorita? – sorriu maliciosamente.
Mensagens : 30

Data de inscrição : 09/06/2017

Ver perfil do usuário
avatar
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Qui Jun 29, 2017 5:22 pm

My head may have ...

Bex movia a pena no papel marcando tudo o que ele dizia e soltando alguns comentários durante as falas do rapaz, afinal não aguentava ficar muito tempo parada e em silencio. Assim sorriu com as brincadeiras dele e dizia

- Sua esposa é uma moça de sorte, afinal é difícil encontrar um rapaz tão bem  humorado assim Mesmo sabendo que não deveria Bex desta vez não se conteve em dizer - A beleza é algo relativo, muitas pessoas a enxergam onde outras não vêm...

Piscava para o homem a sua frente e rapidamente voltava a escrever indo para os seus hobbies. Não se surpreendia com a resposta afinal a maioria dos alunos eram apaixonados por quadribol principalmente os meninos, assim confirmava com o rosto dizendo voltando o olhar para o do rapaz

- Acho que compreendo você...

Mas seu olhar a denunciava, Bex não era o tipo de garota que gostava de ambientes calmos a não ser para deixa-los agitados e preferia nunca estar sozinha.  Ajeitou novamente o vestido que subia pela forma que estava sentada o puxando para baixo na area das pernas e voltando a cruza-las, deixando com que seu entrevistado pedisse sem atrapalha-lo.  Por estar reparando a garota o rapaz podia ver que a menina sorria conforme escrevia, mas fazia algumas caretas conforme relia, não estava escrevendo uma matéria na hora, mas realmente achava uma pena estar com um homem daquele a sua frente e ele ser casado. Voltava seu olhar ao rapaz curiosa, precisava pensar em algumas perguntas para disfarçar a entrevista e poder trabalhar com isso depois.
Continuou as anotações mais agora um tanto mais nervosa pois não sabia exatamente o que perguntar em seguida, foi assim que voltou seu olhar ao bruxo a sua frente e foi surpreendida com aquele sorriso. Largou a pena na hora e se apoiou na mesa com ambos os braços cruzados abaixo dos seios

- A entrevista é sobre você, mas se tiver alguma duvida sobre mim pode ficar a vontade em perguntar.

Falou com a voz um pouco mais baixa e retribuiu o sorriso malicioso, piscando para o rapaz em seguida.
... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Sex Jun 30, 2017 6:44 pm
a verdadeira situação

um bruxo normal

O
comensal estava se saindo muito bem quanto a entrevista. Tinha conseguido assumir um bom papel, um bruxo comum, sem muitos feitos e que apenas era rico e tinha dado certo na vida. Aquele seria a partir de diante o seu novo personagem para a sociedade bruxa, necessitava de ter que o fazer. Podia acabar chamando de mais atenção por não fazer nada, e seria melhor se chamasse atenção fazendo algo em prol dos bruxos e trouxas.
 
Matou o resto da água, para se distrair um pouco dos encantos daquela mulher, ela se mexia demais, chamava atenção de mais e tinha um toque que ele logo percebeu que era meio-veela. Aquela raça tinha acabado com uma parte da família, a de seu tio-bisavô segundo contou seu pai quando ainda era jovem e seu pai tinha mais juízo do que dinheiro.
 

- Não era dúvida, só comentei para te deixar sem graça... E fazer perder o foco na entrevista. – brincou, tentando se desculpar. Gesticulando com as mãos como se elas formassem uma barreira para a frase da loira que estava a sua frente. – Mas eu não consegui pelo visto... Nunca me imaginei perguntando nada para alguém. – sorriu com a ideia. Desceu os olhos dela para a folha a frente tentando buscar as perguntas que ela fez no começo, para a questiona-la. – Bom, já que eu posso perguntar... Pode me dizer então: Como é o dia-a-dia de Bex Furtwängler? O que ela gosta, o que desgosta? O que ela gosta de comer? Seus hobbies? Seus defeitos? – sorriu amarelo com aquela pequena brincadeira entre eles.
Mensagens : 30

Data de inscrição : 09/06/2017

Ver perfil do usuário
avatar
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Ter Jul 04, 2017 6:22 pm

My head may have ...

A garota sorria com o comentário do rapaz e assim levava a mão direita as medeixas loiras ajeitando seus cabelos e os soltando enquanto dizia

-  Ah me desculpe, é que as vezes as pessoas tem duvidas sobre mim e eu não ligo de tira-las

Assim mantendo o olhar fixo no rapaz o viu olhar para o papel, achando que ele gostaria de ler o que ela havia escrito virou a folha para ele e riu ao ouvir as perguntas, soltou a pena que estava em sua mão em seguida e deixou a canhota apoiar o cotovelo a mesa e encostou o rosto na mão enquanto pensava nas respostas.

- Meu dia a dia é ficar lá no profeta e resolver as porcarias que os outros fazem, sempre tem alguém para perder o tamanho da diagramação das colunas do jornal ou das imagens, temos alguns funcionários muito desatentos. Suspirou - Preciso demiti-los e arranjar pessoas mais competentes. Assim esticou a mão pegando seu copo de água dando um gole para só assim continuar - Eu amo me divertir, por mim só vivia em festas, adoro o barulho e a agitação das pessoas isso me fascina! ria  - Agora quanto a desgostar eu acho que eu desgosto de pessoas ciumentas ou de me sentir presa a alguém... com isso moveu o indicador da destra a borda do copo para poder desenhar por algumas vezes a circunferência do mesmo com a pontinha do dedo - Eu sou apaixonada por morango com chantilly, acho que troco qualquer comida por isso. Falava olhando para o rapaz e mordia o canto inferior do lábio se lembrando do sabor da comida e pensando sobre as coisas divertidas que da para fazer com o chantilly. Assim moveu o rosto de um lado para o outro como se saísse de um devaneio e dizia -  Acho que meu hobbie é dançar, sei alguns tipos de dança que eu me divirto treinando, normalmente em casa, mas se eu tiver o material certo para dançar não ligo de dançar em publico. Agora os meus defeitos? Falava tirando o dedo úmido da borda do copo e levando a boca, para limpa-lo, assim sorria para o rapaz e dizia -  Qual seria a graça de eu contar eles? não é mais divertido descobri-los?
... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Qua Jul 05, 2017 2:07 pm
a verdadeira situação

um bruxo normal

O
homem então bebeu o seu último gole de água a acompanhando com os olhos. Observou o jeito como ela tentava o seduzir com a brincadeira dos lábios, que fazia se que quisesse teus olhos descerem dos delas e contornar os lábios de batom. Logo que pousou o copo, tentou se concentrar mais um pouco em seus olhos e também em sua resposta.

Parecia que a chefe do Profeta Diário tinha realmente uma vida agitada. Diferente dela, ele queria o sossego, gostava do silêncio e dos seus momentos sem ninguém para chatear. Eram de idades diferentes, ele teve compromissos familiares desde cedo, cresceu e viveu para aquele momento actual. Liderar uma família, auxiliar um bruxo para alcançar o cargo mais alto na sociedade. Ele até poderia almejar o cargo, mas não sentia-se assim tão motivado, jogava com o seguro naquele momento, mesmo acreditando que o mundo deveria ser mudado e drasticamente.

Seu cargo no mundo trouxa era para isso também, para manter o foco um pouco e ter posses para poder apoiar a ascensão da futura Rainha Bruxa. Por conta desses seus planeamentos corria um pouco de perigo, e começava a chamar atenção, e aquela entrevista vinha bem a calhar já que precisava mudar o foco sob a sua pessoa. Mas naquele momento a entrevista estava mais pessoal do que profissional e o entrevistado havia roubado o lugar do entrevistador.

- Sabe que morango com chantilly é uma perdição… - comentou baixando o pouco rosto para poder olhar ela nos olhos, acompanhando seus pensamentos. Ouvindo mais um pouco dos seus gostos e sorrindo ao final. – Seus gostos fazem qualquer bruxo pensar muito, e usar a imaginação. – comentou desviando o olhar e percebendo que ela o queria seduzir ainda mais. – Sabe, você acabou de me dar a ideia de ´tentar´descobrir os seus defeitos. – sorriu e desviou o olhar um pouco para o ambiente a parte. Ainda estava dentro da sorveteria bruxa do Beco Diagonal.

- Senhorita Bex, acho que podemos continuar a entrevista em outro lugar… - começou. – Acho que devo apresentar a minha empresa trouxa, não é muito agradável para uma mulher do seu porte, mas como faz parte da entrevista… - sorriu e a olhou de cima a baixo, mesmo não conseguindo ver tudo, sabia como ela era e estava. – Podemos ir para o meu escritório e mostro realmente como consegui ser bem sucedido em outra sociedade. – sugeriu para a moça.

Joseph por fim chamou a garçonete mais uma vez e pediu a conta da mesa. – Queria que poderia acompanhar-me em um passeio de aparatação. Prometo que não misturar nossos corpos, sem que você não queira… - sorriu de canto.
Mensagens : 30

Data de inscrição : 09/06/2017

Ver perfil do usuário
avatar
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Bex R. Furtwängler em Qui Jul 06, 2017 8:04 pm

My head may have ...

Bex sorria com os comentários daquele homem, assim dizia baixinho

-  Eu gosto de fazer as pessoas usarem e abusarem da imaginação, é saudável...

Ouvia o rapaz falar sobre sua ideia de "tentar" descobrir os defeitos dela e isso fez com que a mente de Bex fosse longe, chegava a morder novamente o canto do lábio e se ajeitar na cadeira dizendo

-   Quer? eu adoraria ver você tentar...

Assim desviava o olhar do rosto do rapaz para não deixa-lo tão sem graça, a essa altura já havia perdido completamente o foco da entrevista e não o teria de volta se ele não comentasse sobre, assim confirmou de forma afirmativa com a cabeça quanto ao convite

-  Tenho certeza que será agradável e interessante conhecer o local, principalmente pela sua companhia Joseph.

Assim a loira começava a juntar os papeis sobre a mesa e olhou aos olhos do rapaz ao ouvir ele convida-la para conhecer seu escritório, precisaria de foco, muito foco para terminar essa entrevista.

-  Eu adoraria saber mais sobre o como você conseguiu ser bem sucedido e adoraria conhecer seu local de trabalho.

Desta vez pensava que realmente seria bom conhecer o lugar onde ele trabalhava para fazer o artigo, afinal poderia descrever partes do lugar ou até desenhar, se o rapaz não roubasse tanto de sua atenção principalmente por conta do comentário que fazia, assim a loira colocou a mão sobre a dele e sorriu dizendo

-   Pode deixar isso por minha conta, o convite foi meu e ... A loira abaixava o tom de voz aproximando o tronco para mais perto do dele e dava uma piscadinha para o rapaz se afastando em seguida -  não se preocupe com mistura-los, acho que ficam muito bom juntos.
... Not been in the right place
Mensagens : 23

Data de inscrição : 05/06/2017

Localização : In your dreams ♥

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum