Ambientação

Há 27 anos atrás, os dragões foram dados por extintos graças a uma terrível doença que exterminou as espécies, mas um criador clandestino surge com uma grande quantidade de ovos e o Ministério se empenha para reproduzi-los. Responsável por desenvolver cruzas de dragões para recriar os híbridos antes existentes, o Centro de Pesquisas Thunderbird foi saqueados por comensais que planejavam a criação de um exército poderoso para assumir o controle do Ministério. Em resposta, o governo desmembra o Departamento de Pesquisa e Limitação de Dragões e cria a Sede de Domadores e Cavaleiros de Dragões para tentar se defender da ameaça que vinha.


Últimos assuntos
Awards
A mais pervertida
Postadora The Flash
Afiliados
Créditos
Skin hecho por Hardrock de Captain Knows Best. Li Europan lingues es membres del sam familie. Lor separat existentie es un myth. Por scientie, musica, sport etc, litot Europa usa li sam vocabular.

Li lingues differe solmen in li grammatica, li pronunciation e li plu commun vocabules. Omnicos directe al desirabilite de un nov lingua franca: On refusa continuar payar custosi traductores.

[RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Aki Ward Tykkyläinen em Seg Jul 03, 2017 1:52 am

illuusio
Olá Convidado, esta é uma RP entre os personagens: Allyson L. Tykkyläinen, Aki Ward Tykkyläinen e Xayah L. Tykkyläinen. Acontece no dia 03/07, às 20 horas da noite, na residência Tykkyläinen. Ataques serão permitidos, desde que tenham coerência. A tradução do título da RP que está em Filandês é: A ilusão é algo real que engana os olhos.
Mensagens :
8

Data de inscrição :
09/06/2017


Ver perfil do usuário
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Aki Ward Tykkyläinen em Seg Jul 03, 2017 2:40 am

ILLUUSIO
ILLUUSIO ON JOTAKIN TODELLISTA, ETTÄ TYHMÄT SILMÄ.
       Aki não sabia o que pensar naquele momento, enquanto observava Xayah e a sua filha através da janela da grande casa Tykkyläinen. Nada podia descrever o sentimento de saudade que percorria todo o seu corpo, fazendo o seu estômago se embrulhar certas vezes. Aki era teimoso. Recusava-se a aceitar que o que estava a sua frente nunca mais poderia ser seu, não novamente, pelo menos. Olhando-os pela janela, afastado, como fazia sempre que podia, Aki recusou-se a permitir que lágrimas escorressem pelo seu rosto, ou qualquer emoção triste percorre-lhe a face, mostrando qualquer tipo de fraqueza.

       Olhou para o relógio do outro lado da rua, marcando um minuto para as oito horas em ponto daquela noite estranhamente fria no meio do verão da Finlândia. Não tinha mais nada para fazer pelo resto da noite, já estava liberado de todos os seus afazeres como comensal. Voltou seu olhar mais uma vez para a casa do outro lado da rua, mais especificamente para a mesma janela em que anteriormente observava Xayah e Allyson. Agora, nenhuma das duas se faziam presentes mais na sala da casa. Curioso, Aki aproximou-se da residência, olhando por outra janela, mas não as vendo mais no primeiro andar da casa.

       Decidiu deixar isso de lado, afinal, aquela casa era grande, elas poderiam estar em qualquer lugar. A única preocupação de Aki naquele momento era não ser visto. O relógio agora marcava oito e cinco da noite, e Aki já estava pensando em voltar para a irmandade, onde provavelmente pegaria um livro e o leria pelo resto da noite, acompanhado de um copo de tequila, mas seus planos foram interrompidos ao ouvir um grito histérico vindo do segundo andar da casa. Aki podia estar sendo paranoico, mas o primeiro pensamento que passou voando em sua mente foi que Lilith estava ali, e que estava cumprindo a promessa que fizera a Aki sobre matar o amor de sua vida se ele não continuasse na irmandade. Mas não fazia sentido, Aki continuava sendo fiél ao lado das trevas... Talvez não tanto quanto antes, mas ainda estava.

       A paranoia de Aki, assim como seus reflexos, o fizeram entrar correndo na casa, temendo que algo realmente sério, como a morte de alguém, tivesse acontecido. O som de seus passos pizando firme e rápido podia ser escutado por toda a casa, enquanto o homem corria até as escadas, subindo, procurando o lugar do segundo andar da casa de onde teria vindo o grito. Porém, quando chegou ao corredor dos quartos no segundo andar, Aki tivera uma grande surpresa. Não era Lilith, nem nenhum outro comensal. Era somente Xayah correndo atrás de Allyson no quarto dela. Allyson soltava gritinhos histéricos, enquanto suas pequenas perninhas faziam força para sustentar seu corpo e correr mais rápido.

I'm not dead anymore.

With: Xayah Lyudvigovitch Tykkyläinen e Allyson Lyudvigovitch Tykkyläinen.
Where: Residência Tykkyläinen

future ♣
Mensagens :
8

Data de inscrição :
09/06/2017


Ver perfil do usuário
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Allyson L. Tykkyläinen em Seg Jul 03, 2017 4:24 am


Sem banho


Allyson estudava na escolinha das oito da manhã até às cinco da tarde. A escolinha de filhos de bruxos tinha meio período e período integral e a pequena estudava em período integral porque a mãe trabalhava o dia todo. Era a primeira semana de Ally na escola, havia feito bastantes amigos, porém já tinha feito algumas inimizades e tudo porque alguns garotos não quiseram obedecer as suas ordens, assim como a de seus amigos Helena e Apollo.  Tais desavenças fizeram a garotinha e seus amigos mandões receberem recadinho na agenda logo na primeira semana, e assim a careira escolar da pequenina começava.  

O elfo pegava a pequena no castelo sempre que a mãe não podia e ela ficava aos cuidados dela até Xay chegar da escola e poder dar um pouco da atenção a sua caçula, já que os mais velhos estavam estudando.  Como sempre Ally deixou a mochila jogada no tapete do hall e foi brincar na sala com seus brinquedos. Uma caixa de madeira fica no canto da sala com brinquedos trouxas e bruxos.  Era ali que a pequenina se distraia até a hora do banho que era antes da janta, porém aquela tarde ela não estava nenhum pouco com vontade de escutar o elfo e o ignorou, brincado o tempo inteiro, sem se importar com as regrinhas que era impostas pela mãe.  

Ao escutar os saltos vindos do corredor, a pequena olhou em direção a porta e viu a mãe surgi com uma cara nada amigável. “Elfo fofoqueiro, furar a bunda dele com tarrachinha!” pensou Allyson com cara de quem não tinha feito nada de errado e encarou a mãe que colocar as mãos na cintura. – Mamãe! – exclamou na maior cara de pau para ver se isso ajudava se livrar da bronca por ainda estar de uniforme.  – Mas.. mas.. mas.. – tentou dialogar, mas tudo que viu foi à mãe indicar a porta. – Ally não quer tomar banho! – falou brava, mas se levantou ao escutar o nome todo e seguiu par ao quarto da mãe, afinal, não tinha banheiro em  seu quarto por causa da sua idade e ela tomava banho no banheiro da mulher. Entrou no quarto correndo e correu para a cama, começando a pular na mesma. – NÃOOOOOOOOOOOOO – berrou ao ver a mãe entrar e fechar a porta, se jogou na cama, rolou e foi par ao chão, a onde passou a correr gritando de um lado para o outro tentando fugir da mesma, naquela noite a menina não queria tomar banho de jeito algum!
Mensagens :
6

Data de inscrição :
01/07/2017


Ver perfil do usuário
Crianças

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Xayah L. Tykkyläinen em Ter Jul 04, 2017 5:54 pm

Illuusio on Jotakin todellista, että tyhmät silmä.
Era mais um dia estressante no Palácio de Beauxbotons, afinal apesar das meninas e meninos serem muito bem educados, tinham até mesmo aula de etiqueta com a própria diretora, nem sempre seguiam o que a morena ensinava e aprontavam cada coisa que preferia não comentar e que a segurava na escola por ainda mais tempo.

Quando finalmente pode sair de Beauxbatons aparatou correndo para casa para poder brincar com sua pequena, porem ao entrar fora informada pelo elfo domestico que a menor não havia cumprido com suas regras, assim suspirou, não sabia o que fazer para fazer a garota compreender o como as regras funcionava, assim saiu em direção a sala onde a garota estava, com cara de brava. Viu a menina cumprimentá-la como se nada estivesse acontecido isso a fez primeiro reclamar do banho, porem depois a pegaria para uma conversa seria sobre o bilhete.

- Allyson, para o banho agora! Disse sem nem cumprimentar a filha apenas apontando para o corredor que dava em seu quarto, viu a menina tentado rebater a sua ordem e disse - Sem mas mocinha, quero você dentro daquele chuveiro agora ou vou te colocar lá a força Allysson L. Tykkyläinen. Falava brava, mas não estava descontando o dia cansativo na menina apenas queria mostrar para ela de uma vez por todas que a autoridade naquela casa era Xayah e que ela teria que obedecê-la por bem ou por mal.

Assim quando viu a pequena ir foi seguindo ela, era incrível como gostava de aprontar, se xay pensou algum dia que a nikki nessa idade tinha dado trabalho era porque ainda não conhecia sua princesinha Ally, mas eram coisas da idade e xay sabia muito bem, porem desta vez não iria deixar a menina montar nela como fez com nikki, percebera que a forma de criação tinha que ser diferente ou no futuro Ally seria uma louca sem rumo como a irmã. Isso fez com que a mais velha suspirasse e entrasse no quarto puxando a porta para deixa-la bater, ouvia passos pela casa e isso a distraia por alguns segundos olhando ao redor, assim se aproximava da pequena que fugia de seus braços fazendo a maior ficar ainda mais irritada

- Ally fica quieta e vem aqui agora!

Falava desconfiada por causa do barulho, assim ja sabia que a filha não iria obedecer xayah ficou parada a observando e correu ate a menina em um momento de distração a pegando no colo contra a vontade dela e a levando para dentro do banheiro e a colocando na banheira com roupa e tudo, não queria assustar a menina ao mesmo tempo que queria saber o que acontecia la fora, então continuou com a bronca dizendo enquanto abria a água molhando o uniforme da menina todo sem nem ligar

- Presta atenção, eu quero que você tome seu banho bonitinha e que deixe o uniforme molhado dentro da banheira, eu vou la fora pegar uma coisa que eu esqueci e já volto. Se por acaso o banheiro estiver uma baderna quando eu voltar ou você não estiver cheirosa, eu juro por Merlin que você vai apanhar!

Assim Xayah saiu novamente para o quarto e pegou sua varinha apontado para a porta do banheiro e dizendo baixinho - Colloportus Deixando a menor trancada no banheiro enquanto de varinha erguida caminhava até a porta pronta para atacar aquele que tivesse entrado se não fosse um conhecido, afinal sabia que a família tinha feitiços para manter os trouxas longe.




She has felt too much pain in her life
In her mind she's repeating the words
"All the love you put out will return to you"

Mensagens :
79

Data de inscrição :
02/06/2017

Localização :
Rovaniemi - Finlândia


Ver perfil do usuário
Admin

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Aki Ward Tykkyläinen em Qui Jul 20, 2017 1:40 pm

ILLUUSIO
ILLUUSIO ON JOTAKIN TODELLISTA, ETTÄ TYHMÄT SILMÄ.
       Tudo havia acontecido rápido demais. Em um minuto, Aki corria velozmente sobre as escadas subindo para o segundo andar atrás de gritos histéricos, no minuto seguinte, Xayah estava na sua frente, segurando a sua varinha contra o pescoço de Aki, sem que ele pudesse fazer nada.

       Ele não sabia ao certo o que fazer, estava confuso pela rapidez da situação, com raiva de si mesmo por não ter mantido distancia, calmo e tranquilo por ver que o amor da sua vida não tinha mudado em absolutamente nada. O mesmo olhar firme, a mesma força e agilidade ao empunhar uma varinha. Pelas feições dela, Xayah parecia não acreditar que era ele. Que talvez tudo aquilo fosse só uma brincadeira de mal gosto.

       Após alguns segundos, parte da confusão de Aki passou, e então o mesmo segurou a varinha de Xayah, que estava em seu pescoço, e a empurrou levemente, até que cedesse e abaixasse a mesma. Assim que isso aconteceu, Aki pegou a sua mão, a puxando para mais perto, e então a abraçando. Sentia o seu próprio coração querer sair pela boca, e o rebuliço dentro de seu estômago, é claro, que não poderia não estar presente naquele momento.

— Eu voltei, meu amor. — Sussurrou Aki, após certo tempo, com a sua voz rouca no ouvido de Xayah.

I'm not dead anymore.

With: Xayah Lyudvigovitch Tykkyläinen e Allyson Lyudvigovitch Tykkyläinen.
Where: Residência Tykkyläinen

future ♣
Mensagens :
8

Data de inscrição :
09/06/2017


Ver perfil do usuário
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Illuusio on jotakin todellista, että tyhmät silmä.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum