[RP] Café Corvino

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Gérard Herriot-Penthièvre em Qua Set 20, 2017 1:40 pm
Café Corvino

RP  fechada entre Julieta Morgenstern e Gérard Herriot-Penthièvre
 Local: Doces Sonhos - Sorveteria & Café
 Hora: Aproximadamente 16:30 da tarde.
 Clima: Quente, abafado.


Mensagens : 3

Data de inscrição : 16/09/2017

Localização : Paris e, por vezes, a bela e sui generis Hogwarts

Ver perfil do usuário
avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Gérard Herriot-Penthièvre em Qua Set 20, 2017 1:45 pm

Gérard Alphonse Sebastièn Herriot-Penthièvre estava, sobretudo, entediado. Para começar, o francês repudiava tardes mormacentas – sinceramente, ele detestava dias mormacetos.  Era, a seus olhos – e que belos olhos- de uma inelegância ímpar ser submetido à tal clima, que lhe acometia terríveis sentimentos impacientes.
Naquela tarde, em específico, não havia um único Penthièvre disponível para um diálogo entusiasmado acerca dos males mundanos. O casarão estaria vazio, se não fosse sua própria presença e a presença dos elfos que- pasme- estavam “atarefados demais para conversar com o jovem senhor, Senhorzinho”.
O pai, que ocupava importante cargo no ministério da Magia Francês, havia dito que voltaria tarde e que a família não deveria esperá-lo para o costumeiro jantar. A mãe, medibruxa responsável pela área de envenenamento do hospital francês localizado na capital- certamente estava salvando alguma vida.
Os demais membros da mui nobre e antiga família distribuíam-se em suas determinadas funções.
O menino, impaciente com o mormaço que entrava pela janela e embaçava-lhe os óculos, tomou súbita decisão: apanharia uma porção de pó de flú e viajaria através de lareiras até o Café e Sorveteria Doce Sonho, no Beco Diagonal.
Se tivesse sorte, encontrar-se –ia com algum de seus colegas bruxos de Hogwarts. Talvez Adalyn estivesse perambulando pelas ruas, uma vez que a grifina tinha a paciência para dias como aquele de um diabrete da Cornualha.
Eram amigos desde o primeiro ano, mas Adalyn vivia viajando com os pais. Gérard não sabia muito bem o que o senhor e a senhora Lightwood faziam, mas certamente era algo mais interessante do que o trabalho de seu pai.
Deu, então, de ombros e deixou de encarar o teto abobadado de seus aposentos. Sentou-se na cama desarrumada e encarou as pilhas de livro acumuladas aos montes pelo quarto.
Caminhou até o espelho mais próximo, onde pôs-se a fitar seu reflexo. O cabelo- que não tinha habito de pentear- estava, mais uma vez, desalinhado. Os  olhos por trás das lentes encararam-no mais verdes que azuis, e o canto da boca curvou-se num sorriso.
Quando lhe nasceria a tão esperada barba? Estava- tanto quanto era possível- ansioso por isso.
Deixara o quarto e descera os lances de escada que o levariam até o hall de lareiras do casarão. Tomou em suas mãos o pó esverdeado, e pronunciou em alto e bom som:
_Beco Diagonal!
E lá se foi um francês, engolido pelas labaredas da lareira.
Gérard aliviou-se ao, finalmente, entrar no Café. Para seu espanto, o clima na cidade britânica estava ainda mais desagradável. O café, no entanto, estava relativamente vazio, o que de imediato agradou o francês. Gérard não gostava de multidões. Sentia-se claustrofóbico, algo de que não se orgulhava, algo de que Adalyn sempre zombava, bem como o pai recriminava. Ora, o que ele podia fazer!?
Com esse pensamento em mente, sentou-se uma mesa de madeira e, com o dedo médio, alinhou os óculos que caiam pela ponte do nariz. Girou para a porta quando a ouviu abrir e notou que a garota que entrava lhe era familiar.
Talvez ele a conhecesse de Hogwarts. Talvez ela fosse aquela lufana que lhe atirara um pudim de doce de leite uma vez, no segundo ano... Não, não era ela. Mon Dieu, pensou Gérard, que péssima memória para um corvino.
Gérard Alphonse Sebastièn Herriot-Penthièvre
iIl peut y avoir un million de roses dans le monde, mais vous êtes le seul. Parce que vous êtes ma rose.
Mensagens : 3

Data de inscrição : 16/09/2017

Localização : Paris e, por vezes, a bela e sui generis Hogwarts

Ver perfil do usuário
avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Julieta M. Furtwängler em Sex Set 22, 2017 12:43 pm
Encontro por acaso ?
Postando com o Gér <3

Esse meu quarto ano letivo não poderia estar se saindo melhor : eu estava indo bem nas aulas, havia grandes chances de passar de ano direto e eu não me estressava com garotos há um bom tempo. Ou quase, pois ainda havia um pequeno...''probleminha''...que estava me incomodando desde o começo do ano, e esse ''probleminha'' se atendia por Gérard Penthièvre , o senhor ''francês mimadinho insuportável'', que era meu colega de turma. E foi até engraçado quando essa minha implicância toda com o garoto havia começado : tudo por causa de um esbarrão no Expresso de Hogwarts ano passado, quando ele derramara suco de abóbora nas minhas vestes de propósito.  Mas eu não tinha agora porque pensar em como minha implicância por Gérard havia começado, porque o final de semana enfim tinha chegado e, com isso, eu tinha planejado visitar Hogsmeade sozinha mesmo. Ah, qual é, sério mesmo que eu preciso de um acompanhante para ir para Hogsmeade ? Eu estou indo para um casamento ou o que ? Revirei os olhos e, depois que eu verifiquei minhas roupas, eu vi que estava pronta para o passeio, então eu saí correndo do dormitório e já estava nos portões da escola, junto com os outros alunos que iam até Hogsmeade. Depois que eu passei pela fiscalização do zelador da escola, eu estava enfim a caminho do famoso vilarejo bruxo e tudo o que eu queria agora era apenas curtir meu fim de semana, sem nada e nenhum garoto para me chatear. Chegando na Decodemel, comecei a pensar em qual loja eu iria primeiro, e então eu pensei : na doceria Doces Sonhos : Sorveteria e Café , claro ! Eu entrei na loja e olhei em volta, reconhecendo alguns dos alunos que estavam por ali. -Um cappuccino com chantilly e pãezinhos,  por favor.-Eu disse para uma das garçonetes que estavam no estabelecimento, quando a moça me perguntara o que eu iria querer. Eu fui então procurar por uma mesa vaga, para poder saborear a minha refeição sossegada. Porém, quando eu mal chego até a mesa que eu tinha escolhido...-Só pode ser brincadeira...-Eu resmunguei baixinho, irritada, ao ver quem estava sentado na mesa ao meu lado : era ninguém menos que Gérard Penthiévre, o corvino francês mimado. Ai, ninguém merece ! Ótimo, meu passeio já era ! Me sentei aonde eu havia escolhido me sentar, rezando que o garoto não viesse me irritar hoje. Ninguém ia estragar meu fim de semana !  



Julieta M. Furtwängler
Ju |Ravenclaw Pride| 4th year | Furtwängler family
@Maay - TPO
Mensagens : 13

Data de inscrição : 31/08/2017

Localização : Hogwarts/Londres

Ver perfil do usuário
avatar
Corvinal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum