[RP Fechada] C a r n a g e

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem por Ann Du'Beaur Wolfthorn em Qui Out 19, 2017 11:02 pm

c a r n a g e!


Início da manhã, sol ameno e com ventos suaves vindo do Oeste. O caso se trata de um acúmulo de papeladas abandonadas por um séquito de antigos Editores-Chefes do PD. Conta com a presença de Annelise e demais funcionários interessados.
Objetivos: fiscalização.



profeta - diário
Mensagens : 5

Data de inscrição : 18/10/2017

Localização : Pelo mundo.

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Ann Du'Beaur Wolfthorn em Qui Out 19, 2017 11:14 pm


editora-chefe // dama-de-ferro
as you steal my soul from me
 O clac, clac contra o assoalho era um som particulamente doce para Annelise que trilhava um caminho pelo corredor do quinto andar no Profeta Diário. O scarpan avermelhado em junção da calça enegrecida e do terninho feminino com a lapela rósea apenas provocava uma atenção exacerbada para cima da morena, que em seu íntimo, amava aquilo.
 A mulher dedilhou sobre uma mesa de madeira que se prostrava-se no longínquo corredor. O local da estagiária, Belle ou Bella.
 - Tome, Belle. Separe os manuscritos, envie para Gérard Pathenire, arquive os acordos oblíquos, me traga as novas fotos do Embaixador Americano e faça o seu trabalho com maestria ou não será capaz de arranjar emprego nem no sul do Paquistão. - As palavras saíam farfalhantes, numa frieza tão comum para a Editora-Chefe. A morena jogou uma quantidade infinita de papéis sobre a mesa da estagiária, junto de uma maleta desenvolvida com feitiço extensor. Mais de dois mil documentos nas costas de uma simples novata. Já longe da mesa, Annelise imaginou ter ouvido a menina dizer que o nome dela era Eleanor.
 Pois bem, a Du'Beaur Wolfthorn pouco se importava.

(...)


 - Você é terrível. - Um homem alto, de lábios delicados demais para o corpanzil corpulento, proferiu em tom de cumplicidade, havia visto tudo. Era o responsável pelas Fofocas, velho amigo de Annelise e talvez, um ex-cunhado. O irmão sabia ser libertino quando queria. Um sorrisinho desdenhoso destilou-se entre os lábios rubros da morena.
 - Meu bem, eu crio ótimos funcionários. Se a pessoa não aguenta o trabalho, não foi feita para dividir o mesmo espaço comigo. - Ali, no serviço de Wolfthorn, a mulher mudava da água para o vinho. De uma mãe doce e gentil, transmutava-se para uma criatura vil e mandona. - A reunião já começou? Maggie acordou vomitando hoje. Acabei me atrasando.
 - Não, mon'amour. Estavam todos esperando você, como os bons cachorrinhos que são. - Annelise sorriu minimamente, tendo a confirmação que o Jornalista também se impunha na alcunha "cachorrinhos". Tão satisfatório para a Du'Beaur, adestrou perfeitamenta os trabalhadores do Profeta Diário.
 A mulher caminhou pelo local, passando na frente das salas e chamando a atenção das pessoas que se dirigiram à Sala de Reunião no departamento de edição. O quadril movendo-se sutilmente a cada passada, a bolsa de coloração esdrúxula sendo lançada contra um estagiário juntamente do terninho, deixando a Chefe com uma camisa social de manga.
 Ao entrar na sala de Reunião, todos já tinham tomado seus postos. Annelise sentou na cabeceira da mesa redonda, os demais sorrindo nervosos.
 - Bom dia. - As palavras saíram ácidas, a loura olhou a sala inteira e seus integrantes. O Responsável pelo Esquadrão de Curiosidades, o Responsável pelo Esquadrão Trouxa e os demais estavam em silêncio. Mas a responsável pelo esquadrão Trouxa possuía um sorrisinho perigoso demais para se dar na frente de Annelise.

robb stark

Mensagens : 5

Data de inscrição : 18/10/2017

Localização : Pelo mundo.

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Ann Du'Beaur Wolfthorn em Sex Out 20, 2017 8:42 pm


editora-chefe // dama-de-ferro
as you steal my soul from me
  - E você espera que eu publique isso? - Estalou os lábios, o batom rubro espalhado uniformemente com uma mescla suave de rosa no centro: a tendência que usara apenas uma vez e havia sido instaurada no mundo-bruxo e trouxa. Era sempre um pesar perambular por ambas as culturas, o peso de vir de um berço-pobre cobrava-lhe o preço a cada andar pelas ruas, mas era uma cobra em peles de loba, não se abateria.
- Passei meses em cima dessa matéria, falei com pessoas influentes. - E Annelise poderia perdoar a propensão da Responsável pelo Esquadrão Trouxa se esta não houvesse infringido algo tão palpável quanto sua varinha: o ego. O tom usufruído pela outra era quase como um: "mais influentes que você". Todos se calaram, tragando o ar lentamente e em uníssono, esperavam uma reação em cadeia. Du'Beaur apenas sorriu.
Os dentes brancos e bem alinhados ficando a vista de quem quisesse ver, ofuscando o lapso obscuro que percorreu os olhos cobres. - Há uma infinidade de boas coisas no mundo, sweet. Casamentos, viagens, fotografias, carreiras. E há uma infinidade maior de coisas para acabar com tudo isso.
Dedilhou a mesa, o som das unhas contra a madeira reveberando por todo o recinto como uma orquestra própria. A mulher engoliu em seco, pedindo licença e saindo da sala.
- Então, mais ideias? - Recostou-se na poltrona, passando uma perna sobre a outra em uma pose austera.

(...)

- Você não deveria fazer essas coisas, Ann. -  O responsavel pelas fofocas estava ali, ao lado da Du'Beaur enquanto o elevador descia lentamente. - Ela não é trouxa, é uma bruxa e não custa muito alguém lançar um feitiço em você.
A morena volveu-se na direção de Jacob, obrigando-o a se expremer no canto do elevador. - Eu não sou sua amiga, Lorgsten. Me chame de Annelise. E ela pode me azarar o quanto quiser, não fui escolhida para esse emprego à toa. Todos tempos nossos demônios interiores e segredos sujos. E segredos matam mais do que feitiços.
Viu o homem engolir em seco, a porta do elevador abrindo e o Elfo Domestico sorrindo amavelmente à Wolfthorn que retribuiu ligeiramente. Havia escolhido publicar no lugar da "grande matéria sobre trouxas e seus preconceitos", a premissa sobre a vergonha passada pelo Ministro quando um de seus filhos, mais uma vez, cometeu um ato escandaloso em Hogwarts.
Afinal, escândalos vendem mais do que estigmas.

robb stark

Mensagens : 5

Data de inscrição : 18/10/2017

Localização : Pelo mundo.

Ver perfil do usuário
avatar
Profeta Diário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem por Conteúdo patrocinado
Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum