Ambientação

Há 27 anos atrás, os dragões foram dados por extintos graças a uma terrível doença que exterminou as espécies, mas um criador clandestino surge com uma grande quantidade de ovos e o Ministério se empenha para reproduzi-los. Responsável por desenvolver cruzas de dragões para recriar os híbridos antes existentes, o Centro de Pesquisas Thunderbird foi saqueados por comensais que planejavam a criação de um exército poderoso para assumir o controle do Ministério. Em resposta, o governo desmembra o Departamento de Pesquisa e Limitação de Dragões e cria a Sede de Domadores e Cavaleiros de Dragões para tentar se defender da ameaça que vinha.


Últimos assuntos
» Sala de Leitura, Histórias e Teatro.
Hoje à(s) 1:52 am por The Wand

» Sala de brinquedos II
Hoje à(s) 1:51 am por The Wand

» Sala do Cinema
Hoje à(s) 1:51 am por The Wand

» O berçário
Hoje à(s) 1:49 am por The Wand

» Sala de brinquedos
Hoje à(s) 1:49 am por The Wand

» Sala de Aula
Hoje à(s) 1:48 am por The Wand

» Centro de Pesquisas Thunderbird
Hoje à(s) 1:16 am por The Wand

» Aurores do Ministério
Hoje à(s) 12:45 am por The Wand

» Crianças - Teste
Hoje à(s) 12:34 am por The Wand

» Adultos - Teste
Hoje à(s) 12:33 am por The Wand

Awards
A mais pervertida
Postadora The Flash
Afiliados
Créditos
Skin hecho por Hardrock de Captain Knows Best. Li Europan lingues es membres del sam familie. Lor separat existentie es un myth. Por scientie, musica, sport etc, litot Europa usa li sam vocabular.

Li lingues differe solmen in li grammatica, li pronunciation e li plu commun vocabules. Omnicos directe al desirabilite de un nov lingua franca: On refusa continuar payar custosi traductores.

[RP] Você gosta de Rock?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: [RP] Você gosta de Rock?

Mensagem por Joseph Greer Campbell em Qui Jun 15, 2017 5:53 pm

boa morte

missão cumprida

A
noite já havia consumido o sol, seu céu não possuía estrelas. Parecia que Morgana lhe havia abençoado para aquela tarefa. Mais uma de tantas outras que ele já havia planejado e executado. Parecia que elas nunca acabavam, chegava a questionar se a Lady das Trevas merecia mesmo aquele cargo. Estava acostumado com a paciência daquela mulher. Ele também tinha paciência. Talvez era o Comensal mais velho, mais experiente e calejado que ela poderia ter ao seu lado. Mesmo restando ainda faíscas de desconfiança da parte dela.

Caminhou pelo beco onde encontrava-se em seu final um pequeno cartaz, o rosto não lhe era familiar, mas era de alguma banda qualquer bruxa. Aos olhos dos sangues-ruins ali não existia cartaz algum. Era a dica. Retirou o cartaz, e atrás dele havia indicações da sua próxima missão. Ainda se perguntava porque a Lady mandava as missões por um cartaz, onde qualquer bruxo, até mesmo aqueles que não merecem poderiam encontra-lo. Pelo menos ela tinha um pouco de juízo e mandava mensagens codificadas, que apenas Comensais saberiam ler. Enrolou o cartaz e o guardou no bolso.

Retornou para o início do beco e aguardou por alguns minutos, acendeu um cigarro e conseguiu traga-lo até o final. Parecia sincronia. Assim que o terminou e o apagou na parede de um dos prédios, um gato malhado passou por ele. Andava lentamente. Analisou o movimento daquela rua, estava no escuro e sabia que o gato não o vira quando passou, ou se o viu não lhe deu atenção alguma. Tirou um pouco a varinha do bolso e com um simples movimento conseguiu usar o feitiço ’incarcerous’ e com um movimento contínuo o puxou para dentro do beco. Certificou mais uma vez que não havia ninguém por perto, e seguiu o mesmo caminho que o gato amarrado.

- Finite Incantatem! – apontou a varinha para o focinho do gato, revelando no final não ser um gato qualquer vadio de rua. E sim, ser um animago que ele procurava. Um animago tolo e descuidado. Antes que ele pudesse gesticular algo ou tentar gritar, retirou o cartaz de dentro do bolso e grudou em sua boca. O cartaz parecia ter criado vida, não precisou recitar qualquer feitiço, ele já estava enfeitiçado pela própria Lady das Trevas. O cartaz parecia um polvo que sugava a vida da pessoa, e era exatamente isso o que fazia, só que junto com a vida vinha a sua consciência. Era uma nova espécie de fio da memória, mas como não sabia qual memória poderia roubar, aquele cartaz lhe roubava todas as memórias. Assim que o objeto enfeitiçado terminou seu serviço, o corpo daquele animago já não possuía vida. Sendo assim retirou o cartaz da boca dele e o enrolou novamente. Não sabia para que serviriam as lembranças daquele bruxo, mas já estava feito, para não ser descoberto tocou no corpo daquele homem e aparatou.
Mensagens :
32

Data de inscrição :
09/06/2017


Ver perfil do usuário
Comensais da Morte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum